quarta-feira, 14 de outubro de 2009

.embaçado


Assim que ta o vidro da minha vida, assim que eu me sinto.

Dá uma agonia neh?


Vontade de limpar e enxergar direito.
E sei que é assim que ele me vê... se ao menos eu pudesse alcançar a flanela pra ele,


mas ele não deixa, no fundo sei que ele não quer.




4 comentários:

o irmão disse...

Mas a vereda dos justos, é como luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito!

... E se não ficou perfeito, é porque não brilhou o suficiente...

Pense nisso!

Daiane Conti disse...

te amo irmão!

o irmão disse...

escrevi no meu blog, pra vc!
tudo passa...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.