sexta-feira, 31 de agosto de 2007

.revolta

É como se houvesse um buraco no meu coração...

que dos prantos adormecidos renascesse um grande dragão.

que das percas passadas crescesse uma fúria pelas vitórias,

dos sonhos que tenho sonhado, e poucos realizado.

porque da busca incessante pelo que não conheço

me cansa o brilho dos olhos.

porque do caminhar sem o animo pela procura

desmancho o sorriso que já não carrego mais.

é tarde! porque dormes?

é triste! porque choras ?

é fatal ! porque teimas em não morrer?

sem mim o que será que será deste lugar...

que caminham pela estrada sem nada a procurar.

e...

depois do medo calam-se as palavras;.

depois da decepção, decepciona-se o coração.

Nenhum comentário: